terça-feira, 5 de outubro de 2010

Um palhaço?

Os estrangeiros estão rindo do país que elegeu um palhaço para cuidar dos interesses do povo. Não sei se eles sabem que o Brasil, infelizmente, é um país que elege políticos que fazem da política nacional brasileira um verdadeiro circo.

O mais curioso disso seria o contraste: um palhaço, que faz as pessoas rirem, colorido, divertido, de fala fácil, num ambiente de engravatados, sérios, de falas rebuscadas. Num tom escuro; em preto e branco. O que um palhaço fará lá? Irá de gravata cor vermelha?

O que é mais contraditório, afinal? Um palhaço na Câmara de Deputados, ou políticos vergonhosos, roubando às claras o dinheiro do próprio povo pobre que o elegeu?

E o que seria mais favorável ao povo? Que um palhaço semianalfabeto tenha boas intenções de ajudar ao povo miserável, ou um intelectual diplomado olhando apenas para seu umbigo? Quem seria mais útil a ele?

De fato, agora, rindo mesmo está este palhaço, neste momento, com todo seu 1,3 milhão de votos. Esta é cara dos políticos no Brasil: de palhaço. Só que a diferença é que alguns são mascarados (ocultos), e outros não.

Mas acontece que até mesmo o país do oba-oba tem suas leis. E elas, às vezes, não são cegas. (Só às vezes). E por este motivo, um dos grandes acontecimentos deste ano de 2010 poderá não tomar o rumo correto. E o palhaço talvez fique de fora do espetáculo do circo, ironicamente.

Preconceitos e opiniões à parte, não podemos ignorar quase um milhão e meio de brasileiros que elegeram um palhaço, sem estudo, para lhes representar. O que isso realmente significa? Alguns poderiam dizer que apenas ignorância. Eu diria que ignorantes também são aqueles que continuam votando em quem lhes roubou.

A verdade é que estamos ficando sem opções boas. E sempre a mudança é positiva; ou mesmo a piada, para que possamos, ao menos, enxergarmos as coisas de um outro modo. Ou um modo mais divertido.

Para mim, a experiência e as discussões já valem... além das risadas.

Um comentário:

Raul disse...

Parabéns!
Gostei do seu post e já pensei a respeito, e tenho que concordar. =)
ótimo post